Câmera suspensa desaba no parque olímpico e deixa feridos

Rompimento da estrutura que desloca câmera robótica por mais de 2 quilômetros atingiu duas pessoas na tarde de ontem.

Responsável por algumas das mais belas imagens geradas pela Olympic Broadcasting Service (OBS), empresa ligada ao Comitê Olímpico Internacional (COI), as câmeras suspensas por cabos estão distribuídas por áreas de competição e no parque olímpico. Com 2,2 quilômetros de extensão e interligando torres com 100 metros de altura, o sistema que desabou hoje é fabricado pela empresa austríaca Camcat-Systems.

A CamCat é parceira da OBS desde 2004, no Jogos de Atenas, e tem mais de 40 sistemas instalados pelo mundo, conforme indica o seu site. Há uma estrutura semelhante instalada sobre a Lagoa Rodrigo de Freitas, no percurso das provas de Remo.

Imagens transmitidas pela TV Globo indicam que não há feridos graves, mas ainda não estão disponíveis informações oficiais. A OBS ainda não se pronunciou sobre o caso.

Fonte: Panorama Audiovisual