SET-NORDESTE-SEMINÁRIO

SET Nordeste lança campanha de desligamento da TV analógica

O primeiro evento dentro do SET Nordeste 2017, que acontece em Fortaleza (CE), nos dias 17 e 18 de junho, será o lançamento da campanha de comunicação do desligamento da TV analógica na região.

Na manhã do dia 17, o engenheiro da ABERT, André Cintra, e representantes da Associação Cearense de Rádio e Televisão (Acert) e da Seja Digital, empresa responsável pela digitalização da TV no Brasil, apresentarão o cronograma do fim das transmissões analógicas e os preparativos pelas emissoras para a chegada do sinal digital.

À tarde, a TV digital e o remanejamento de canais previstos no edital de venda da faixa de 700 MHz serão tema do painel que terá como palestrantes a gerente de Tecnologia de Transmissão da TV Globo em Recife, Carolina Duca, o especialista em Estratégia e Regulatório da TV Globo, Luiz Fausto, e um representante da EAD/Seja Digital.

Haverá ainda painéis sobre empreendedorismo e inovação e sobre os serviços de satélites no Brasil.

No dia 18, o SET Nordeste apresenta um painel sobre o Mosaico, sistema da Anatel que tem como objetivo automatizar o processo que trata das solicitações de inclusão de canais e licenciamento de estações de radiodifusão. A ferramenta será apresentada pelo gerente de Espectro, Órbita e Radiodifusão, Yroá Robledo Ferreira, e pelo coordenador de Processo, Martin Jales Hon, ambos da Anatel.

A migração do rádio AM para o FM e as novas tecnologias para o meio rádio também serão destaque na SET, com as palestras da presidente da Acert, Carmem Lúcia, e do diretor executivo da CBN Recife, Paulo Fernandes.

Inscrições, informações e programação completa podem ser acessadas no sitehttp://www.set.org.br/events/set-nordeste-2017/

Fonte: ABERT

SET-NORDESTE-2017

SET Nordeste detalha o primeiro estúdio IP do país

O primeiro estúdio em IP do Brasil, seus protocolos e padronizações, serão detalhados ao público durante o SET Nordeste, na próxima semana, em Fortaleza (CE). O painel irá levar uma visão geral sobre o projeto que vem sendo desenvolvido na sede da Rede Globo de Recife, além de detalhar sobre o que é o sistema IP, e a infraestrutura necessária para a sua adoção.

“Esse processo consiste em trocar todo o core da emissora (normalmente a matriz central, onde se é trafegado sinais de áudio e vídeo) por uma matriz IP na qual iremos trafegar esses sinais, por meio de uma rede de altíssima velocidade”, explicou a moderadora do painel e gerente sênior de Tecnologia da TV Globo Recife, Carolina Duca.

Carolina faz parte da equipe quem vem trabalhando no primeiro estúdio em IP no país. “A experiência vem sendo muito boa e desafiadora. Além da tecnologia, existe também o desafio do modelo operacional de nossas equipes para suportar esse novo conceito, e por isso a capacitação em redes passa a ser fundamental”, contextualiza.

O modelo IP irá permitir que as emissoras evoluam para novos formatos de transmissão, como por exemplo 4K e 8K. “O que estamos fazendo é preparando uma infraestrutura extremamente robusta para que isso aconteça”, finaliza a gerente.

O painel será realizado na quarta-feira, 17 de maio, às 19h15. André Altieri, gerente de contas sênior da Cisco, será o convidado para debater o assunto.

 

Fonte: SET