DVB aprova especificação UHD HDR

produtos e conteúdo em HDR, HFR e áudio imersivo

Com isso, emissoras e fabricantes terão parâmetros consolidados para desenvolver produtos e conteúdo em HDR, HFR e áudio imersivo

O consórcio DVB aprovou a nova versão da especificação TS 101 154, adicionando suporte para High Dynamic Range (HDR), Higher Frame Rates (HFR) e áudio imersivo, denominado de Next Generation Audio (NGA). A nova especificação é um marco para a indústria broadcast, uma vez que permitirá que as emissoras e fabricantes ofereçam vídeo e áudio de maior qualidade em seus produtos e conteúdos.  Esse será o primeiro elemento do UHD-1 Phase 2 a ser implementado e estará disponível a partir do ano que vem.

O HDR melhora significantemente o contraste das imagens. A solução HDR da DVB suporta as funções de transferência Hybrid Log Gamma (HLG) e Perceptual Quantizer (PQ). Além disso, a nova especificação define parâmetros de Higher Frame Rates (HFR), oferecendo imagens mais nítidas de objetos em movimento ao ir além dos atuais 50/60 quadros por segundo.

Em relação ao áudio, a DVB adicionou os mais recentes esquemas de NGA para oferecer conteúdo com áudio personalizado e imersivo usando codificação baseada em objetos e cenas.

A especificação foi publicada como BlueBook A157 e será passada para a ETSI para a publicação formal como TS 101 154 v2.3.1.

Para o diretor da DVB, Peter MacAvock a aprovação desta nova especificação evidencia a liderança da DVB na indústria broadcast. “A DVB enxerga essa expansão da especificação audiovisual como um facilitador chave para novos produtos e serviços”, diz.

Foram mais de 30 companhias, quase 50 encontros online e 10 encontros presenciais durante um ano que resultaram na nova versão do TS 101 154,  enfatizando a importância em um consenso geral e uma aprovação ampla para estabelecer novos padrões.

“Essa última revisão adiciona importantes novos recursos, que garantem que a DVB continua a atender as demandas da indústria por uma qualidade de áudio e vídeo em constante mehoria”, diz Ken McCann, membro do TM-AVC, grupo de trabalho responsável pela especificação. “É um grande esforço de equipe que culminou na TS 101 154, fruto do mais intenso ano de trabalho dos 21 anos de histórias da TM-AVC”, destaca.

 

Fonte: Panorama Audiovisual

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *