Hispasat anuncia satélite inovador

A operadora de satélite espanhola Hispasat apresentou nesta segunda-feira (16) em sua sede em Madri o seu mais novo e inovador satélite, o H36W-1.

Previsto para ser colocado em órbita no dia 27 deste mês de janeiro, a novidade possui 20 transponders de banda Ku com capacidade adicional de até 3 transponders de banda Ka e ficará alocado na posição 36º Oeste, acima da Península Ibérica e Ilhas Canárias, fornecendo cobertura para a América do Sul, Europa e Ilhas Canárias.

O Hispasat 36W-1 também é o primeiro à ser construído sob a plataforma SmallGEO, que foi desenvolvido através de uma parceria entre a Agência Espacial Européia e a fabricante alemã OHB System AG. O projeto desta plataforma permite uma redução substancial na massa do satélite graças ao uso de propulsão elétrica em toda a sua vida útil e reduz o custos de lançamento ao mesmo tempo que atende as exigências mais altas para serviços de telecomunicações, garante a Hispasat.  Além disso, o novo satélite oferece o inovador sistema de carga útil (payload) regenerativo RedSAT, composto de uma processador e uma antena que recebe feixes reconfiguráveis ativamente.

Ambos elementos são combinados para dar mais flexibilidade aos serviços da Hispasat, de um lado, o processador regenera o sinal recebido para transmiti-lo sem ruídos e limpo para a Terra, resultando em uma qualidade de sinal que chega aos clientes muito maior do que aqueles obtidos com satélites tradicionais.

Outra inovação neste sentido é que parte do processo que geralmente é feito na terra agora será feito no próprio satélite, simplificando consideravelmente a estrutura da rede, permitindo que o tamanho e a potência dos terminais do usuário sejam otimizados para simplificar as conexões que normalmente precisariam de um duplo salto, reduzindo também a latência e maximizando o segmento de espaço.

Ainda há o sistema DRA-ELSA (Direct Radiating Array – Electronically Steerable Antenna) que permite que os feixes recebidos sejam reorientados e controlados eletronicamente a partir da Terra para que o satélite se adapte as novas necessidades dos clientes através de toda a sua vida útil. Somando isso ao RedSAT, a Hispasat terá capacidade de melhorar a qualidade dos serviços oferecidos aos clientes e permitirá que a companhia se adapte às mudanças do mercado.

O novo satélite H36W-1 foi desenvolvido com uma participação ampla da indústria espacial da Espanha, financiado através da contribuição espanhola à Agência Espacial Europeia.

“Com o desenvolvimento deste novo satélite, a Hispasat agora está na vanguarda das iniciativas de usar a carga útil em comunicações, através do qual será possível ofertar os mais novos serviços de comunicação”, disse Elena Pisonero, presidente da Hispasat. “Nós daremos suporte aos nossos clientes na área de televisão ‘direct-to-home’ (DTH) e de alta e ultra alta definição, e também ofereceremos serviços de banda larga graças à capacidade de banda Ka incorporada à este satélite”, explica.

Fonte: Panorama Audiovisual

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *