Projeção a laser é a próxima tendência tecnológica

Após a digitalização de 90% do parque exibidor cinematográfico brasileiro, fornecedores apostam em outra evolução tecnológica, a projeção a laser. Segundo Ricardo Ferrari, diretor da Barco, a tecnologia traz segurança aos exibidores, uma vez que as lâmpadas têm uma vida útil muito maior, demandando menos manutenção, além de economia no consumo de energia. A fornecedora de equipamentos e tecnologia também acredita na expansão do parque exibidor. “No Brasil, temos um parque exibidor com cerca de 3,1 mil salas, das quais 2,7 mil já estão digitalizadas, mas podemos voltar à densidade que tínhamos na década de 1970”, diz o executivo.

Segundo Ferrari, a digitalização abre caminho para a expansão e capilarização do parque exibidor, uma vez que além de exibir filmes, as salas digitais também podem projetar qualquer mídia digital, incluindo programas ao vivo transmitidos por redes de TV que trabalham com imagens de alta definição. “As salas podem ser usadas para a exibição de eventos esportivos, óperas, para eventos corporativos e educação à distância”, explica. “As grandes redes exibidoras já adotaram isso”, completa.

 

Fonte: Panorama Audiovisual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter!