fbpx

ASSUNTOS GERAIS

As licenças de uso dão direito à instalação em uma máquina. Para instalação em máquinas adicionais é necessário adquirir licenças adicionais.

Para efetuar o registro do sistema clique no botão “Registrar”, o sistema abrirá a tela de registro, onde constará o número de série do seu TVPLAY. Copie o conteúdo do número de série e envie por e-mail para seu consultor a fim de obter a contrassenha para liberação definitiva ou temporária do sistema. De posse da contra senha preencha os campos destinados a ela e efetue o registro do sistema.

Há dois tipos de registros disponíveis:
1- Através de um código serial gerado à partir de dados coletados do computador instalado é gerada uma código de liberação único, que libera o sistema.
2- Dongle – uma chave de hardware fornecida opcionalmente. Este sistema tem como vantagem a possibilidade da troca de equipamento sem necessidade de liberação do registro.

Os sistemas produzidos pela Videomart utilizam os mais modernos e poderosos recursos de software disponíveis no mundo, alguns deles são fornecidos individualmente. Por esta razão é necessário que o sistema tenha seu registro cancelado, liberando assim a licença para utilização em outra máquina.
Antes de formatar a máquina o cliente deverá solicitar a retirada do registro junto ao nosso suporte técnico. Caso a máquina esteja inoperante o cliente deverá enviar o HD de sistema para a Videomart para que seja feito o procedimento necessário.
Com a adoção do sistema de proteção através de dongle, este procedimento é desnecessário.

Os sistemas Videomart não podem ser instalados diretamente na plataforma IOS.
Porém há duas formas de utilizar computadores MAC nos sistemas Videomart:
1- Utilizando o Boot Camp, que possibilita a instalação do Windows em uma partição separada do MAC. Para maiores informações clique aqui.
2- Através da instalação do Parallels.

Sim, oferecemos duas possibilidades para revendas:
1- Revenda Integrador credenciado. Nesta modalidade o integrador é treinado e certificado para integração de nossos sistemas.
2- Revenda autorizada. Nesta modalidade a revenda apenas poderá revender os sistemas previamente integrados.

Oferecemos descontos para as seguintes categorias de clientes:
1- Entidades educacionais.
2- Estudantes.
3- TVs comunitárias.

Recomendamos a utilização do Windows 10 para todos os sistemas da linha Videomart.

As versões oferecidas para TEST-DRIVE apresentam uma tarja de caractéres na saída.
Entretanto, caso o cliente necessite fazer uma prova em condições reais de operação, poderá solicitar junto ao seu consultor uma licença especial para este fim.

Atualmente, fazem parte da linha de soluções desenvolvidas pela Videomart: TVPLAY – Exibidor de vídeo para emissoras de televisão.

TVSWITCHER – Master Switcher desenvolvido para emissoras de televisão

TVREPLAY – Sistema gerador de replay instantâneo em fast/slow motion para a produção e transmissão de eventos esportivos ao vivo

TIMEDELAY – Sistema de gravação e reprodução simultâneas para compensação de fuso horário e afinação com a programação da rede.

TViNGEST – Sistema de captura de vídeo multi formato.

TV STORAGE – Sistema de armazenamento e compartilhamento de arquivos de vídeo de alta velocidade de transferência.

DESK2NDI – Sistema de compartilhamento da tela e áudio de um computador via rede local utilizando o protocolo NDI.

X9 – Gravador de vídeo de longa duração ( gravador de censura)

X9-QUAD – Gravador de video de longa duração de quatro canais.

VMAX – Sistema de edição de vídeo não linear.

Política de upgrade para sistemas produzidos pela Videomart Broadcast:
1- Sistemas em período de garantia vigente, terão descontos de 60%.
2- Após o período de garantia o custo de atualização terá um desconto de 40%.

Ingest é o processo de inserir material audiovisual em servidores de armazenamento ou ilhas de edição não lineares(TV). É um processo essencial em qualquer ambiente de trabalho que envolva áudio e vídeo. Ingestar é um termo muito comum no jargão televisivo, significa o compartilhamento, gravação, armazenamento e até mesmo cadastro de arquivos de áudio e vídeo. O cadastro de vídeos facilita a pesquisa, organização e recuperação de arquivos o que torna o compartilhamento mais ágil e fácil.

Sim, oferecemos treinamento e suporte para a operação de nossos sistemas de três formas:

1 – Online, através de um acesso remoto
2 – Em nossa sede, localizada no Rio de Janeiro, Brasil.
3 – Na emissora do cliente, caso necessário. Passagens e estadia ficam por conta do cliente.

Sim, oferecemos total apoio e incentivo aos integradores de nossos sitemas, além de treinamento, suporte técnico e indicação de clientes locais.

Oferecemos suporte técnico gratuito para clientes que estejam dentro do prazo de garantia de nossos sistemas (prazo de garantia de um ano a partir da data da compra de seu sistema).
Caso esteja dentro do prazo de garantia, entre em contato com o nosso suporte técnico através de um dos números disponibilizados em nosso site.

Caso esteja fora do prazo de garantia acima citado, solicitamos o preenchimento de nosso Formulário Suporte técnico Videomart com o maior número de informações possíveis. É de extrema importância que todos os campos sejam preenchidos.
O Suporte técnico fora do prazo de garantia é cobrado. Também é possível acessar o nosso fórum e nossa base de conhecimento aonde também é possível tirar dúvidas.

Oferecemos suporte técnico completo para os nossos clientes através de telefone ou acesso remoto. Em casos extremos, podemos marcar visita técnica com passagem e estadia por conta do cliente.

Além disso, caso tenha interesse, oferecemos test-drive das versões atualizadas de nossos sistemas. Após este teste, temos promoções para upgrade de sua versão, sendo feitas através do contato com nossa área comercial.

Possuímos um programa de parcerias através de um canal específico para este fim. O primeiro passo é a inscrição no programa de parcerias e, após aprovação, o parceiro receberá comissões sobre as vendas realizadas através de suas indicações, autorização para venda de nossa linha e também indicações para atuar em sua região.

Link para inscrição no canal de parceiros:
Canal de parcerias Videomart

Toda a Linha Videomart é homologada para vendas através do cartão BNDES. Quanto a outros produtos (câmeras, por exemplo), não é possível realizar a compra através do cartão BNDES pois este é restringe a sua utilização aos produtos nacionais e homologados.

Sim, qualquer empresa, desde que legalizada para a venda de produtos eletrônicos, pode comercializar produtos de qualquer fabricante mesmo sem ter com o fabricante nenhum vínculo contratual, desde que se responsabilize pela garantia do produto, conforme estabelece o código do consumidor.

Esta é uma decisão do cliente. Embora não recomendemos a utilização de transporte terrestre para regiões não atendidas por boas estradas, o cliente sempre poderá determinar o meio e a empresa que deseja utilizar.

Toda a linha de sistemas produzidos pela Videomart são fornecidos com o licenciamento para à grande maioria dos formatos, codecs e encapsulamentos profissionais utilizados pela indústria broadcast: MXF, MP4, MXF, ASF/WMV, DV,MPEG-PS, MPEG-TS, GXF,FLV, AVI,MKV, WebM, DVCPRO, M-JPEG, MPEG-1, MPEG-2, MPEG-4, H.264/AVC,VC-1, VP8/VP9, HuffYUV, DNxHD, ProRes e H.265.

Cada software necessita de uma licença própria para funcionar.

AUTOMAÇÃO

Redundância é uma técnica que possibilita a disponibilidade de um sistema de exibição em casos de necessidade de reparo na estação máster, ou até mesmo de uma eventual pane. É um recurso que permite o funcionamento espelhado entre dois sistemas, ou seja, em caso de uma possível falha, sempre haverá uma máquina “espelho” assumindo o lugar da outra. A redundância vem se tornando uma exigência das grandes redes de Televisão nos últimos anos já que a instabilidade e problemas ocasionais de operação nunca podem ser descartados dentro de um planejamento de trabalho.

O TVPLAY integra-se com toda a linha de switchers ATEM da BlackMagic. Desenvolvemos um módulo opcional que é uma interface entre o TVPLAY e as mesas ATEM. Permitindo além do disparo do exibidor, o retorno do switcher para a posição do controle mestre configurada ( SAT, NET etc…)

O G.P.I. é uma interface de comunicação simples e presente na maior parte dos switchers master broadcast. Trata-se de uma interface de entrada ou de saída constituída por um interruptor isolado, também designado como “contato seco”. O TVPLAY utiliza-se de uma interface serial conectada através de um cabo específico, de simples montagem, aos contatos da porta GPI da mesa de controle mestre. Com isto ao selecionar na mesa de controle mestre a entrada correspondente ao exibidor TVPLAY, este dará início de forma automática à exibição do break ou matéria.

TVPLAY – Controle DTMF (Cue tone)

O controle DTMF é um recurso do TVPLAY Master que permite a automatização por tom de operações entre a cabeça de rede e sua(s) afiliada(s). Através do envio de combinações de frequências de som, DTMF (Dual Tone Multi Frequency), o exibidor “máster” envia sinais de áudio com comandos como “Play” e “Stop” para o exibidor “espelho” que os executa automaticamente sem a necessidade de um operador fixo.

Entendendo na prática esse recurso.

O Exibidor máster é responsável por exibir/distribuir o sinal de vídeo por satélite que será replicado por suas afiliadas. A programação das duas redes se diferencia em certos horários como por um exemplo em intervalos comerciais e programas regionais. Sendo assim o sinal replicado dá lugar a uma playlist própria da rede afiliada que após seu término volta a exibir as imagens vindas do satélite, tudo isso acontece automaticamente através de comandos enviados por tom através do sinal de vídeo.

É comum que na sala de controle mestre das redes afiliadas exista um operador que execute a comutação entre sinais, muitas vezes através de comando recebido por voz de uma central, por contagem regressiva ou até mesmo “no olho”. Com esse novo recurso o TVPLAY Master dá adeus a possíveis erros cometidos por operadores. Agora a cabeça de rede (máster) envia o sinal com os cortes programados por satélite (ou internet) para o Playout espelhado (rede afiliada) que os executa automaticamente.

Exemplificando, o sinal da cabeça de rede dá lugar ao sinal da rede afiliada (e vice versa) através de uma comutação automática a partir do comando do exibidor máster que trabalha em sintonia com um exibidor “slave”.

DISPOSITIVOS DE CAPTURA E SAÍDA

TVPLAY – Controle DTMF (Cue tone)

O controle DTMF é um recurso do TVPLAY Master que permite a automatização por tom de operações entre a cabeça de rede e sua(s) afiliada(s). Através do envio de combinações de frequências de som, DTMF (Dual Tone Multi Frequency), o exibidor “máster” envia sinais de áudio com comandos como “Play” e “Stop” para o exibidor “espelho” que os executa automaticamente sem a necessidade de um operador fixo.

Entendendo na prática esse recurso.

O Exibidor máster é responsável por exibir/distribuir o sinal de vídeo por satélite que será replicado por suas afiliadas. A programação das duas redes se diferencia em certos horários como por um exemplo em intervalos comerciais e programas regionais. Sendo assim o sinal replicado dá lugar a uma playlist própria da rede afiliada que após seu término volta a exibir as imagens vindas do satélite, tudo isso acontece automaticamente através de comandos enviados por tom através do sinal de vídeo.

É comum que na sala de controle mestre das redes afiliadas exista um operador que execute a comutação entre sinais, muitas vezes através de comando recebido por voz de uma central, por contagem regressiva ou até mesmo “no olho”. Com esse novo recurso o TVPLAY Master dá adeus a possíveis erros cometidos por operadores. Agora a cabeça de rede (máster) envia o sinal com os cortes programados por satélite (ou internet) para o Playout espelhado (rede afiliada) que os executa automaticamente.

Exemplificando, o sinal da cabeça de rede dá lugar ao sinal da rede afiliada (e vice versa) através de uma comutação automática a partir do comando do exibidor máster que trabalha em sintonia com um exibidor “slave”.

Algumas placas decklink desenvolvidas pela Blackmagic Design oferecem suporte de entrada e saída mas não de forma simultânea.

Você irá precisar de uma placa gráfica de entradas múltiplas como, por exemplo, a Decklink Duo( 1 entradas e uma saída simultânea) ou Quad (3 entradas e uma saída simultânea).

Caso tenha mais dúvidas, entre em contato direto com o nosso suporte.

Existem algumas maneiras para tentar contornar esta situação:
 
1- Tente plugar os dispositivos de captura externo em portas USB distantes. (Uma em uma porta frontal e outra na parte traseira)
2- Adicione entradas USB 2.0 ou 3.0 (PCI ou PCI Express)
3- Evite utilizar hubs USB pois eles podem fazer com que a banda fique extremamente limitada

As placas da Blackmagic precisam ser configuradas para a mesma taxa de quadros e resolução da câmera utilizada para ser operada de forma correta em equipamentos da linha Videomart.

ERROS

Nenhum sinal NDI foi configurado ou foi impossível detectá-lo.

Nenhum sinal Webrtc foi configurado ou foi impossível detectá-lo.

ENTREGA

Para a linha de soluções Videomart, trabalhos com o prazo de 7 a 10 dias úteis.
Para demais equipamentos, o prazo de entrega é informado no ato da proposta, pois pode variar de acordo com o fabricante. Normalmente 20 dias, podendo ocorrer atraso, no caso de produtos importados devido à paralisações em setores como alfandega e receita federal.

A Videomart vende produtos e serviços para o mercado broadcast. Nossa linha de produtos não inclui transporte, que sempre será pago pelo cliente. Há casos de exceção, por exemplo, em licitações que não preveem este tipo de custo. Neste caso poderemos inclui-lo na proposta federal.

Fluxo IP NDI

NDI é uma tecnologia que possibilita a transmissão e recepção de sinais de video HD em múltiplos canais via rede LAN gigabit. Foi criada pela Newtek e disponibilizada como “Open Source” para a comunidade broadcast. Com o emprego do NDI é perfeitamente possível utilizar diversos tipos de fonte de video como cameras, playouts e switchers disponíveis na rede interna em equipamentos compatíveis com a tecnologia.

  • Receber múltiplas entradas de vídeo disponíveis na rede local incluindo câmeras, telas de Desktop de computadores e suas infinitas possibilidades, exibidores de vídeo, editores de vídeo e muito mais, reduzindo custos com cabeamentos das entradas vídeo como SDI ou HDMI.
  • Interfaces de áudio como ASIO USB ou placas de áudio também podem ser compartilhadas via rede.
  • Com a tecnologia NDI é possível ter um TV-Switcher ou TVPLAY-MASTER utilizando entradas NDI a partir de câmeras ou de um TVLINK para entrada de transmissão ao vivo.

Como regra base é recomendado um fluxo de 100 Mbit para cada canal de vídeo HD 1080P. Grande parte dos roteadores WIFI possuem uma banda de 20 Mbits, nestas condições haverá redução de frame rate impostas pela limitação de banda.

O NDI não exige investimento em upgrades de instalações caros, em nova infraestrutura de rede nem em hardware proprietário. A rede de largura de banda alta é opcional, já que a infraestrutura de rede Gigabit Ethernet pode facilmente acomodar várias transmissões de vídeo, áudio e metadados do NDI em uma conexão compartilhada.

Toda a linha de equipamentos produzidos pela Videomart empregam a tecnologia NDI de forma pioneira no Brasil. O que permite fazer uma conexão dos equipamentos da linha VM entre outros equipamentos que incorporem esta tecnologia em seus sistemas, como as soluções da linha VM, tricasters da Newtek, Adobe Premiere. A conexão é configurada através de uma mesma rede IP, eliminando assim a necessidade de cabos, resultando em mais dinamismo ao fluxo de trabalho. Os sistemas Videomart permitem não só liberar como também receber sinal NDI

Performance

Os sistemas da linha Videomart tem aproximadamente algo entre 2 e 3 frames de latência (ou delay) da placa de captura para a tela. Outros tipos de latência devem ser adicionados pelas câmeras de vídeo, placas de captura de vídeo, placas de vídeo ou possíveis monitores externos.Para diminuir ao mínimo o delay, Tente seguir estes passos:

1. Use placas de captura e câmeras com conexões HD-SDI (ou SDI)
2. Conecte seu display externo ou projetor em uma segunda saída de sua placa gráfica
3. Certifique-se que a resolução de suas saídas estejam de acordo com a resolução nativa de monitores externos(ou projetores)

Se o playback de arquivos de vídeo estiver muito rápido ou devagar (Por exemplo, um vídeo com duração de 20 segundos, durar 40 segundos para completar) tente instalar a versão completa da última versão do AC3Filter

Link para download

Caso este passo não resolva, remova o AC3Filter de maneira completa do seu sistema e entre em contato direto com o nosso suporte.

Siga o guia a seguir e verifique se as suas configurações estão de acordo com as a seguir:

Placa de vídeo

Em todos os equipamentos da Linha Videomart a placa de vídeo é usada para todas as entradas e saídas de processamento de vídeo. Uma placa gráfica moderna e de qualidade é necessária para que exista um bom funcionamento dos softwares(exemplo: Nvidia GT650). Quanto melhor a placa gráfica, mais entradas você pode adicionar e melhor de uma melhor qualidade da operação você pode desfrutar.

CPU

A CPU é usada principalmente para atuar na compressão de áudio e vídeo, usada pelos recursos de gravação e/ou streaming da Linha Videomart.
Formatos de vídeo altamente comprimidos, como por exemplo o H264, requerem uma CPU rápida, como um processador Intel Core i7.

Definições Ideais

Configurações – Exibição
Taxa de quadros e saídas devem ser definidas com objetivo de coincidir com os tipos de cÂmeras utilizadas, tanto quanto possível.

Desempenho – Formato de Saída
Deve ser ajustada para UYVY ou YuY2

Desempenho – Captura com baixa latência
Adiciona uma carga adicional para a placa gráfica e deve ser demarcada ao menos que exista necessidade.

Definições – Saída Externa
Ao fazer vídeo streaming, a taxa de quadros e tamanho de saída deve coincidir com a taxa de tamanho e estrutura selecionado na transmissão de janela.

Definições – Áudio
Master Sample Rate e Master Bit Rate devem ser ajustados para 48.000 e 16 bits PCM, respectivamente.
Ao fazer vídeo streaming, você pode qualidade de áudio um pouco superior caso selecione 44100, mas é preferível manter em 48 mil.

Tearing, ou rasgar, é um fenômeno em que o monitor de exibição de vídeo mostra dois ou mais quadros ao mesmo tempo. Com isso, uma linha visível se forma no vídeo, além de um deslocamento para esquerda ou direita.

Para eliminar este fenômeno no Windows 7, siga as instruções abaixo:

1 – Clique com o botão dreito na área de trabalho e selecione “personalizar”.
2 – Selecione um tema na categoria Aero.

Isto irá assegurar que a saída do monitor fique sincronizada com o vídeo, impedindo a ocorrência da famosa “tela rasgada”.

Windows 8 ou superiores não devem ter este problema, decorrente do tema do Windows ws.

Se algum equipamento da Série X5 operar com um tempo acima de renderização acima do normal ou com uma baixa taxa de quadros durante o uso em Fullscreen, siga os passos:

1 – Upgrade para Windows 8.1 ou Superior

Houve uma mudança considerável no quesito performance com a atualização para versões mais recentes. É extremamente recomendável que o usuário utilize plataformas atualizadas.

2 – Caso esteja usando o Windows 7

certifique-se que o modo Aero está habilitado no seu desktop
Clique com o botão direito na sua área de trabalho, selecione a opção “personalizar” e insira a opção “Aero” na aba “Temas”.

3 – Certifique-se que todas as saídas estão conectadas com a mesma placa gráfica

Se algum dos monitores estiver conectado a placa mãe haverá uma queda de rendimento

VM Atem

O VMATEM é uma interface de comunicação entre os exibidores TVPLAY e a linha de switchers BlackMagic ATEM. Esta integração permite o disparo automático do exibidor ao selecionar sua entrada na mesa ATEM e seu retorno para a posição anterior (SAT) ao final do break. Facilitar a operação, melhorar a qualidade do break eliminando os “gaps” causados por cortes imprecisos, tornam o VMATEM um acessório imprescindível em um controle mestre que utiliza um switcher ATEM e um exibidor TVPLAY.

O VM Atem é um dispositivo que permite a comunicação entre o Exibidor de Vídeo (TVPLAY MASTER) e o Switcher máster. Através de sua utilização é possível automatizar ações de corte de sinal de vídeo entre cabeça de rede e emissora afiliada sem necessidade de um operador fixo. Trata-se de um dispositivo externo que é ligado ao exibidor e à rede. As operações são executadas em tempo real de forma automática.

Fluxo IP WebRTC

WebRTC é um projeto de código aberto (open source) desenvolvido originalmente para navegadores e aplicativos móveis com recursos Real-Time Communications (RTC) por meio de APIs simples. É uma tecnologia que permite transmissão de áudio/vídeo e compartilhamento de dados entre navegador clientes (pares). Como um conjunto de padrões W3C, a WebRTC fornece a qualquer navegador a capacidade de compartilhar dados de aplicativos e realizar teleconferências de ponto a ponto, sem a necessidade de instalar plug-ins ou software de terceiros.

Todos os sistemas da linha Videomart, que já possuíam tecnologia NDI, possibilitando transmissão via IP a partir de uma rede interna, podem realizar uma transmissão ao vivo via IP, com rede externa, utilizando o WebRTC.O uso desta tecnologia na indústria broadcast brasileiras é mais um pioneirismo da Videomart Broadcast,

Todos os sistemas Videomart são dotados da tecnologia WEBrtc, dessa maneira é possível fazer uma conexão entre 2 ou mais equipamentos através de sinal ip a partir de qualquer dispositivo conectado a um sinal de internet. Dessa maneira elimina-se a necessidade de cabos, agilizando a troca de informações entre ambientes de trabalho distintos. Os sistemas Videomart permitem não só liberar como receber sinal WebRTC.

Storage

O VMSTORAGE é um sistema para armazenamento de vídeos.

desenvolvido especificamente para emissoras de tv. Emprega a tecnologia N.A.S e possibilita o compartilhamento racional de arquivos de vídeo entre estações de edição de vídeo, exibidores de vídeo e video ingest ,através da rede local, implementando sofisticados recursos de cerceamento de ações. Com isso, é possível restringir a leitura, escrita ou execução de arquivos apenas para grupos onde cada ação é permitida.O sistema de interfaces de rede em load balance ou link agregation permite garantir o desempenho necessário para a distribuição de arquivos simultânea em múltiplos usuários

É um equipamento para armazenamento de dados de uma rede local, seja de uma residência ou empresa, seu tamanho pode ser customizado e sua expansão infinita. Esse tipo de equipamento pode ser utilizado como servidor de arquivos, backup e até uma área para compartilhar e processar dados.

Suporte de hardware

Sistema VideomartEntradasSaídas
EXIBIDORES  
TVPLAY SE1 SDI
TVPLAY SE+1 SDI/NDI/RTC (Configurável)1 SDI
TVPLAY PRO4 SDI/NDI/RTC (Configurável)2 SDI
TVPLAY MASTER8 SDI/NDI/RTC (Configurável)2 SDI
ESPECIAIS  
TVLINK1 SDI/NDI/RTC (Configurável)1 SDI
SPORT REPLAY6 SDI/NDI/RTC (Configurável)1 SDI
TV SWITCHER10 SDI/NDI/RTC (Configurável)2 SDI
TV INGEST 33 SDI/NDI/RTC (Configurável)1 SDI
TV X9 QUAD4 SDI/NDI/RTC (Configurável)
SHIFT REPLAY1 SDI/NDI/RTC (Configurável)1 SDI
TIME DELAY1 SDI/NDI (Configurável)1 SDI
ESSENCIAIS  
TV INGEST1 SDI/NDI/RTC (Configurável)1 SDI
TV X91 SDI/NDI/RTC (Configurável)
 MínimoRecomendado
Sistema OperacionalWindows 7 ou superiorWindows 10
Processadori5i7
Memória8gb16gb
Disco rígido de vídeo2HD’s de 1TB em raid2HD’s de 2tTB em raid
Placa gráficaNvidia 2GB de memóriaNvidia 4GB de memória
Resolução da tela1600×9001920×1080

Streaming

Streaming é uma forma de transmissão instantânea de dados de áudio e vídeo através de redes. Essa tecnologia permite que você comece a usar o conteúdo antes que o arquivo inteiro seja baixado. Visualizar um vídeo: ao transmitir um vídeo do Youtube ou Vimeo, você pode clicar em reproduzir e começar a assistir quase que imediatamente. Você não precisa esperar que o vídeo seja baixado antes que o vídeo comece. Essa é uma das principais vantagens do streaming. Ele fornece dados para você conforme necessário.

Grande parte das soluções desenvolvidas pela Videomart incluem a possibilidade de realizar streaming, adicionando câmeras, vídeos, gráficos e muito mais. Opera muito bem com os principais provedores, servidores e CDNs, incluindo Youtube Live, USTREAM e muitos outros. Suporta multi-bitrate streaming, H265 e enconding de Audio AAC

Live streaming (streaming ao vivo)

O streaming ao vivo é o mesmo que o streaming discutido acima, ele é usado especificamente para conteúdo da Internet entregue em tempo real conforme acontece. A transmissão ao vivo é popular com programas de televisão ao vivo e eventos únicos especiais.

O streaming requer uma conexão de internet relativamente rápida – o quão rápido depende do tipo de mídia que você está transmitindo. Uma velocidade de 2 megabits por segundo ou mais é necessária para transmitir vídeo de definição padrão sem pulos ou atrasos de buffer. O conteúdo HD e 4K requer velocidades mais altas para uma entrega perfeita: pelo menos 5 Mbps para conteúdo HD e 9 Mbps para conteúdo 4K.

Após a definição dos componentes do sistema utilizados na produção de áudio vídeo, é necessário codificar este sinal utilizando codecs compatíveis com o servidor de vídeo. Esta tarefa é realizada pelo encoder de streaming que pode ser uma solução 100% baseada em hardware ou via software. Utilizando solução baseada em hardware é necessário adquirir um equipamento simples de encoder

O serviço de streaming tem um custo proporcional ao número de usuários simultâneos. Como as coisas na internet são muitas vezes imponderáveis, o ideal é a contratação de um serviço limitado a um número de usuários estimado pelo cliente, que possa ser expandido por demanda, evitando assim a possível saturação do serviço. Há muitos provedores deste tipo de serviço. A grande questão para a contratação deste serviço, é o número de usuários concorrentes. Temos adotado como estimativa inicial de usuários o valor de 10% do número de membros. Também é importantíssimo observar as características do servidor como capacidade de transmissão de vídeo MBR (multiple bit rate) conhecido como transmissão adaptativa. Trata-se de um sistema em que são realizadas múltiplas transmissões simultâneas em diferentes compressões. Assim de acordo com a velocidade de acesso do cliente o sistema seleciona uma transmissão compatível com a velocidade de acesso disponível. Com base neste número é possível pesquisar no mercado e escolher um bom serviço.

Ao transmitir para o Facebook Live, as configurações de privacidade que você pode definir para sua transmissão ao vivo (como “Público”, “Amigos” ou “Somente eu”) são limitadas pela opção de privacidade selecionada quando você fez login na sua conta Videomart do Facebook pela primeira vez.
 

Na captura de tela acima, o login é definido como uma configuração de privacidade máxima de “Amigos”, o que significa que se você criar um fluxo posteriormente e definir a privacidade como Pública, já que Amigos é um público menor, o Facebook criará o fluxo com essa configuração de privacidade .

Para permitir que o fluxo seja público, altere a opção para “Público” Você também pode alterar essa configuração posteriormente nas configurações do aplicativo do Facebook. Para encontrar as configurações do aplicativo, abra o Facebook em um navegador da Web e clique na seta no canto superior direito e clique em Configurações.

No menu à esquerda, clique em Integrações de negócios (Business Integrations para interfaces em inglês)

Clique no ícone Videomart e aparecerá uma janela que permite ajustar a configuração máxima de privacidade ao usar o Videomart:

Recomenda-se que você defina essa opção como Pública, que permitirá a seleção de qualquer configuração de privacidade desejada no momento em que o fluxo for criado.

Antes de transmitir ao vivo pela primeira vez, você precisa ativar o recurso no seu canal.

  1. Confirme se o seu canal foi verificado e se você não teve restrições de transmissão ao vivo nos últimos 90 dias.
  2. Ative as transmissões ao vivo.

Observação: a ativação do recurso pela primeira vez pode demorar até 24 horas. Depois de ativado, você poderá transmitir ao vivo imediatamente.

Como fazer transmissão de vídeo Streaming no Youtube?

  • Acesse sua conta no Youtube.
    Clique em “Enviar” –> “Transmissão ao vivo” –> “Configuração do codificador”.
    Copie a URL do servidor e a chave de stream.
  • Configurações de streaming no sistema Videomart
    -> Setup – Streaming – Configurações de codecs de áudio e vídeo.
    Configure os Codecs de áudio e vídeo
    Copie a URL do servidor + chave do Stream Ex: rtmp://a.rtmp.youtube.com/live2/8szf-jee9-jbvb-eaz5 e cole em URL no sistema.
  • Clique em “Start Streaming” e inicie sua transmissão ao vivo.

Para realizar o stream de vídeos utilizando a plataforma da Livestream:

1- Faça o download software da Livestream para produtores: LINK

2- Agora configura a saída externa em seu software da Linha VM

O TVPLAY Master por exemplo, possui dois canais de streaming, que podem ser ativados simultaneamente para transmissão nos dois canais de playlist.

A fim de facilitar o teste de transmissão, disponibilizamos nosso servidor de streaming que poderá ser utilizado para avaliação do sistema.
Dados para transmissão de vídeo streaming utilizando o servidor de teste da Videomart.

Format: RTMP(FMLE)

Streaming H264

Video: H.264 video codec

Audio: MP3 (mpeg audio layer 3)

Bit rate: Video=128 Kb

Audio = 48Kb.

Dois canais de transmissão estão disponíveis: canal 1 e canal 2 .

Configure o campo URL com um dos valores abaixo respectivamente:

1-rtmp://streaming.videomart.com.br/live/canal1

2-rtmp://streaming.videomart.com.br/live/canal2

Salve a configuração e inicie a transmissão clicando no botão < Start Streaming>.

Em seguida acesse o site e verifique a transmissão: https://www.avideomart.com.br/videomartteste-streaming

OBS: Este servidor tem como finalidade exclusiva a realização de testes.

3- Após a configuração, abra o software da Livestream e selecione o seu equipamento como fonte de entrada.

Têrmos e Definições

Possibilita a criação de um roteiro de vídeos e sua exibição.

Possibilita a criação de 2 roteiros de vídeos e exibição simultânea em saídas diferentes.

Transmite a programação para web (youtube, facebook, etc) RTMP, UDP, HTTP

Transmite a programação para Web (youtube, facebook, etc) em até 2 canais simultaneamente.

Cria registro de todo o conteúdo exibido com nome, horário e data

Permite inserção de gráficos e caracteres sobre o vídeo. Exibição de informações e notícias através de RSS.

Incorpora um switcher master de 8 canais de entradas (hibridas) à saída do playout. Permitindo o total controle mestre da operação diretamente no sistema de exibição.

Permite a inserção de sinais de vídeo de entrada como item do playlist

Possibilita a inserção de arquivos de formatos diferentes em um mesmo playlist realizando automaticamente a cross conversion

Exibe o sinal presente na entrada automaticamente ao fim do playlist. Recurso útil em emissoras afiliadas pois dispensa a comutação manual para a rede ao fim do break comercial.

Permite exibição de Closed Caption.

Visualização do closed Caption

Inserção do V.U no monitor de preview.

Compatibilidade com a maioria dos codecs e encapsulamentos profissionais disponíveis no mercado.
Fomatos: MOV, MP4, MPEG-PS, MPEG-TS, ASF, WMV,MXF,LXF,GXF etc…
Video: H.264, AVC-Intra, MPEG-2, MPEG-4, DNxHD,ProRes 422,etc…
Audio:. PCM, AAC,MP2,MP3,WMA,FLAC,etc…

Permite o ingest automático, através da operação de “arrastar e soltar”, de arquivos de vídeo com o Windows Explorer.

Permite o remapeamento de até 16 canais de áudio.

ermite importar e exportar o roteiro de playlist.
Compatível com diversos formatos gerados por diferentes sistemas de opec e redes de tv brasileiras.

Os exibidores de vídeo da Videomart possuem os protocolo de entradas e saídas NDI e WebRTC, que permitem o desenvolvimento de sistemas IP com rede internet através do NDI e rede externa através do WebRTC,

Possibilidade de disparo automático através de comando GPI

Permite dividir o playlist em blocos, com monitoração por bloco.

Possibilita a inserção de diversos tipos comandos diretamente sobre itens do playlist: Skip, Pause, Stop

V.U. com 16 canais de aúdio com peak meter

Possibilita a exibição de conteúdo em modo de câmera lenta ou rápida com velocidade ajustável.

Permite a exibição de programação de vídeo presente em uma entrada com atraso fixo.

Alerta visual em contagem regressiva configurável para o fim do break ou fim do video.

Possibilita quatro modos de operação do playlist: Normal, Break, Pause In e Pause Out. facilitando a operação na exibição de breaks ou jornalismo.

Através da tecnologia WebRTC e NDI é possível agilizar a troca de informações.

Auxilia a organização da playlist cadastrando os diversos clientes.

Auxilia a organização da playlist cadastrando os diversos tipos de mídia (comercial, vinheta)

Possibilidade de inserção de arquivos do inventário no playlist via operação “arrastar e soltar”.

Possibilita a reedição dos pontos diretamente no playlist.

Possibilita a edição do vídeo através da seleção de seus pontos de entrada e saída.

Permite importar e exportar o roteiro de playlist.
Compatível com diversos formatos gerados por diferentes sistemas de opec e redes de tv brasileiras.

Rolar para cima
Precisa de ajuda? Fale conosco