Projeto de código aberto da câmera 360º e 3-D do Facebook é poderoso, mas bem caro

A Surround 360 promete oferecer vídeo em 3-D até 8K utilizando técnica de estereoscopia. O preço para montá-la, no entanto, chega a quase R$100 mil.

O Facebook lançou na ultima terça-feira o seu projeto de câmera 360º com capacidades de produzir imagens 3-D estereoscópico, chamado de Surround 360. Com uma proposta de código aberto para permitir que mais pessoas possam criar e compartilhar vídeos neste formato, a empresa disponibiliza todas as instruções de montagem do equipamento no site GitHub.

Utilizando 17 câmeras com resolução de 2048x2048p cada, sendo 14 com lentes grande-angulares na horizontal, uma com lente olho de peixe no topo e duas no inferior, conectadas através de USB3.0 o dispositivo tem uma proposta de ser bastante confiável e robusto, com um chassi de alumínio para garantir que as imagens se mantenham estáveis e bem alinhadas. O código do software de stitching automático – que já cobre digitalmente o tripé que sustenta o Surround 360 – também está disponível na plataforma.

Com essa configuração, a câmera promete oferecer vídeos em resolução de 4K, 6K e 8K em até 60fps para cada uma das imagens que formam o efeito tridimensional. Devido as altas exigências de processamento e taxas de transferências de dados, na ordem de 17 Gb/s, segundo informações do engenheiro Brian Cabral do Facebook, foi feita uma configuração RAID nível 5 de oito SSDs, oferecendo uma capacidade de armazenamento de até 32 GB, suficiente para 2 horas de gravação contínua em RAW.

Câmera cara

Embora se trate de uma câmera de código aberto, a Surround 360 está longe de ser acessível. De acordo com o The Verge, a câmera com os componentes e técnicas de montagem sugeridos pelo Facebook deve custar cerca de US$ 30 mil (aproximadamente R$ 98.180) para ser montada. O processo de montagem ainda deve levar cerca de quatro horas.

Vale lembrar também que a empresa tem grande interesse em aumentar a quantidade de vídeos 360 graus em sua plataforma. A rede social é dona da Oculus, empresa que fabrica o dispositivo Rift de realidade virtual, e vem investindo pesadamente nesse ramo ao longo dos últimos anos.

Fonte: Panorama Audiovisual