Grupo de IP da SET discute tecnologia Aspen, liderada pela Evertz

O Grupo de IP da SET realizou a sua segunda reunião de estudos na segunda-feira (04), em São Paulo. O assunto abordado foi a tecnologia Aspen, liderada pela Evertz, e apresentada por Guilherme Castelo Branco, representante da empresa no Brasil.

“Trouxe para eles a visão da Evertz, que hoje aceita todos os protocolos do mercado, tais como o NMI, IRO3, ANS e, principalmente a tecnologia Aspen, que trata o payload do áudio de dados com endereço e multicast distintos”. Dentre os destaques, está o uso de um switcher exclusivo, “dedicado para o vídeo”, comenta Castelo Branco.

Esta foi a segunda de uma série de reuniões que visam mapear as principais alianças que estão alavancando a tecnologia IP para produção existente no mercado.

“Na primeira reunião trouxemos a tecnologia NMI (Networked Media Interface), da Sony. Hoje foi a vez do padrão Aspen, da Evertz. Queremos trazer também a recém lançada AIMS (Alliance for IP Media Solutions), da Baden Grass Valle, para fecharmos nosso primeiro ciclo de reuniões’, explica o coordenador do Grupo, José Antônio Garcia.

De acordo com Garcia, as primeiras reuniões do Grupo buscam apresentar as tecnologias existentes, “ver os pontos em comum e depois avançar na discussão, sempre de olho no mercado”, acrescenta.

A próxima reunião do Grupo de IP ainda não tem data marcada, mas deve acontecer em até três semanas na sede da SET, em São Paulo.

Sobre

O Grupo de Estudo em IP da SET é uma atividade aberta e com participação gratuita, que tem como objetivo estudar e discutir a tecnologia atual em IP para produção em estúdio.

Para mais informações sobre o Grupo e sobre como participar, clique aqui.